Conheça

Translate


Fidelidade, mesmo depois de morta cão não abandona sua dona.


Em meio às centenas de imagens desoladoras sobre a tragédia nas cidades da região serrana do Rio de Janeiro, parcialmente destruídas por deslizamentos de terra nas encostas das montanhas, uma em especial chama a atenção. Um cão permaneceu ao lado da sepultura de sua dona, Cristina Maria Cesario Santana, que morreu em consequência da catástrofe que atingiu Teresópolis.


Caramelo vivia com Cristina e mais três pessoas. Todas morreram, mas o cão se salvou e ajudou os membros do resgate a localizarem os corpos. A fotografia foi feita no final de semana pela Agência AFP, mas divulgada apenas hoje. Segundo o relato de membros da ONG Estimação, que passaram a cuidar do animal, o cão “está muito carente e pula no colo de qualquer pessoa que se aproxime.

Fonte: Planeta bicho.

ATUALIZAÇÃO: o cão Caramelo foi adotado por uma família que vive na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. A ONG Estimação, contudo, ainda mantém outros cães para adoção e precisa de ração, jornal, potes, coleiras e tapetes para os animais recolhidos na região serrana fluminense. A Estimação também aceita doações em dinheiro.

0 comentários:

Ajude a Somália. Clique Aqui

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí