Ajude a Somália. Clique Aqui

Translate


Momento de ouvir e usar a voz interior num tempo de massificação de comportamento.



Andei por um tempo pensando se era correto escrever sobre isto ou não.
Porém eu, realmente, desejei voltar a escrever algo como antes. Quando o blog conversava com o leitor, seja de onde ele estivesse.
Atrás de seu computador no Japão, ou nos Emirados Arabes.  Ou quem sabe na França, em Portugal (a terra de meus patricios) Em todo lugar.

Há algum tempo tenho notado como o mundo tem regredido em muitas questões.
Como as relações humanas tem se tornado cada vez mais de segundo, terceiro e quarto plano, sendo delicada nesta colocação.

Cada vez mais a tecnologia tem avançando de maneira surpreendente e chocante por muitas vezes.
E isto é bom. Pois a tecnologia pode auxiliar a vida humana, porém massivamente a tecnologia tem se tornado mais importante que a própria vida.
E cada vez mais tenho visto uma era onde as pessoas tem se tornado cada vez mais frias, mais distantes e menos empáticas a cada momento.
Porém eu seria muito hipócrita ao dizer que a falta de empatia, a frieza, a distancia nunca existiram nas relações humanas.

Sim, tudo isto sempre existiu, porém, atualmente, tem tomado proporções maiores.
Vemos a cada momento as pessoas se tornado ilhas em si mesmas. E algo mais sombrio vem acontecendo com isto.
A massificação do pensamento, a filosofia do se tornar igual em tudo. E o pior a perseguição contra tudo que é diferente do padrão que é imposto.

A cada dia a sociedade tanta moldar cada ser humano conforme o padrão que ela acha aceitável, e com isto se cria o movimento da massificação de pensamento, de comportamento e de crença.

Lembro me que há alguns anos atrás as pessoas lutavam pelo direito da livre expressão, de ser diferente, de construir novos caminhos. 

Porém parece que estamos regredindo neste sentido. Onde as pessoas, sem perceber, estão fazendo o movimento de se tornarem um padrão imposto.
Cor de cabelo, tipo de corpo, roupas, objetos...

E o mais estranho neste novo movimento é o das pessoas estarem justamente se tornado ilhas solitárias.
Nos comunicamos por todos os meios tecnológicos possíveis, porém temos medo de nos comunicarmos pessoalmente.
As pessoas estão tendo dificuldade de manter uma conversa pessoal, mas perdem horas em frente ao computador ou em frente ao celular.

Parece que estamos nos tornando menos humanos. Esta aflorando o medo de conversar e conhecer o outro.
Daí entramos no problema que sempre desencadeia confrontos, baseamos nossa opinião em pre-julgamentos e em bases sem muito conhecimento de todos os lados e opiniões.
Ou seja em bases frágeis e que constroem preconceito e discriminação.
Lady Gaga com maestria em seu trabalho mostra várias vertentes das relações humanas e mostra o distanciamento das pessoas por conhecer o outro. O que acaba por gerar conflitos e dor.
E ela nos manda a mensagem clara. "Aprendam a ouvir o outro e conhecer tudo em todos os pontos para poder, desta maneira, construir sua opinião. E não tenha medo de usar a sua voz."
Todos os dias nós nos reconstruirmos e nos transformamos. Porém temos que estar atentos, pois o mundo tem uma voz que nos leva a tomar caminhos que muitas vezes sufoca quem somos e tenta calar a nossa voz.
Algumas vezes precisamos aprender a ouvir a nossa voz e aprender a ver muito além da imagem, pois nem tudo que nos dizem que é bom e que faz bem. Realmente tem este objetivo.

Obrigada por dar suporte a este blog. Espero ter ajudado você, onde quer que você esteja agora.

E sempre que quiser voltar. Será sempre bem vindo.

Com carinho

Dryca Lys

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí