Ajude a Somália. Clique Aqui

Translate


Quebrar o ciclo da raiva é preciso para se chegar a paz interior



Às vezes, na vida, temos que aprender o momento de deixar ir embora. E, principalmente, deixar ir embora sem qualquer tipo de julgamento ou de ressentimento.


Amizade é a relação afetiva entre os indivíduos. É o relacionamento que as pessoas têm de afeto e carinho por outra, que possuem um sentimento de lealdade, proteção etc.
As pessoas mudam com o tempo. Mas, na maior parte das vezes, elas estão com problemas que são inerente à elas mesmas. E muitas vezes para elas é mais fácil descartar alguém que ela dizia ser amiga, porque ela não consegue entender que talvez o outro esteja tentando fazer com que ela veja o que melhor ela tem dentro dela e que ela tem que deixar este melhor sair dela.

Mas o maior sinal de maturidade e de auto compreensão é quando você, diante da situação de que o outro tenta projetar em você uma culpa que você não tem, entende que é melhor deixar a pessoa seguir o caminho que ela escolheu. Sem nenhum tipo de julgamento e sem nenhum tipo de mágoa.

É uma posição difícil, que machuca. Afinal quando se acredita na amizade, dói quando você percebe que quem você considerou como amigo lhe descarta como se você fosse um grande nada. 

Mas é preciso ser forte diante desta situação.  E reconhecer que a amizade acabou e que a pessoa quer ir embora é um ato de amor que a gente pode demonstrar.

"O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos."João 15:12,13
Na memória restarão apenas as lembranças dos sorrisos, dos momentos em que se esteve ao lado da pessoa quando ela mais precisou. Amizade é isto...

Se a pessoa que você considera amigo se apressa para ir para longe de você.

Deixe a ir. Deixe a livre.

Cada um faz as suas escolhas. Se lá na frente ela se arrepender...

Quando a amizade se quebra, se rompe. É necessário um tempo para as duas pessoas.
É uma via de duas mãos, nunca uma via de mão única.

Neste mundo louco, encontrar amigos que realmente estão dispostos a estar ao seu lado nos dias de sol, mesmo o sol mais escaldante. E nos dias de chuva, mesmo nas mais fortes tempestades é muito difícil.

Infelizmente muitas vezes os bons sentimentos não são valorizados. E há uma projeção em excesso do que queremos nos outros.


Algumas vezes por respeito próprio é melhor deixar a pessoa ir embora. Seja na amizade, seja no amor. Seja em tudo em nossa vida.
Quando se perceber que não há mais o reciprocidade. Ao invés de falar mal pelas costas, é melhor deixar ir embora.

E na minha caminhada acabei por aprender que sempre que alguma amizade acaba e as pessoas esperam que eu fale mal da pessoa. Eu prefiro dizer. "Tal pessoa... Eu não conheço".
Se me disserem "mas ela era sua amiga". Eu respondo "mas ela não me deu a chance de conhecê-la realmente", e ainda aconselho "se tiver algo a dizer para ela, vá até esta pessoa e diga à ela... Eu não posso te ajudar nisto".

Se as pessoas aprendesse a deixar que cada um se resolva, sem fofocas e mentiras. Talvez não haveria o engano, o sentimento de traição e a raiva.

Eu tento aprender a deixar ir embora os sentimentos ruins. Uma vez que a vida tem me mostrado as coisas boas que ela me deu desde que eu nasci e das coisas que ela tem me livrado.

Não tenho mais tempo para raiva. Nem para intolerância. Nem para a mesquinhez. Para ser feliz é preciso aprender a deixar ir o que não faz bem.

Quebrando, desta maneira, o ciclo de violência, de ódio e falsidade.

Eu desejo para o mundo um caminho de paz e iluminação. E que ao invés da dor e da intolerância, as pessoas possam amar sem fronteiras ou mascaras e que a paz esteja com todos.

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí