Click e Ajude o projeto cinematográfico Luz e Sombra

Translate


Million Reasons: Um questionamento sobre poder interno.


Este novo single de Lady Gaga veio como uma poderosa marreta sobre o mundo.

Uma música profunda, a letra da música mostra uma constante conversa interna. Num questionamento sobre continuar caminhando em direção do que se quer ou se é melhor desistir de tudo, devido a tantas mazelas e decepções.

O vídeo é poderoso em sua simplicidade. Ela abriu sua alma para o mundo, numa proporção maior do que estávamos acostumados a ver.

Na verdade, nos acostumamos a ver a Lady Gaga doidona, que quebrava todo tipo de regra, que fazia o inimaginável, que era como uma imagem inatingível pintada em alguma tela por um grande artista.

Porém fomos surpreendidos pela visão de Stefani Joanne Angelina Germanotta, ela abriu seu coração de uma maneira impressionante, tocante, simples e direta.

Contou sobre a dura caminhada dentro da indústria da música, quantas vezes sangrou pela indiferença de quem ela menos esperou tanta indiferença, pelas diversas traições (que vão muito além das traições amorosas), que envolvem interesses patrimoniais, luta de ego, a triste decepção de não saber mais quem esta do seu lado por que realmente gosta de você ou porque você é apenas uma super estrela que pode abrir portas.

O sentimento doloroso de solidão, mesmo estando em meio a uma multidão gritando seu nome. E as pessoas tentando fazer dinheiro com sua imagem, a todo custo.

As decepções amorosas, porque a pressão da industria musical acaba sempre abalando seus relacionamentos por inúmeros motivos.

A constante saudade de fincar os pés em algum lugar e criar raízes. Pois ela se torna uma sem casa por passar mais tempo em viagens e dentro de hotéis do que em casa com os seus.

A perda da liberdade. E a saudade de ser anonima. Pois ela não pode simplesmente ter um surto e ir numa sorveteria tomar um sorvete, sem que isto se torne um mega evento cheio de fotógrafos e pessoas atrás dela.

E muitas vezes ter que engolir o choro ou a dor, por ser uma pessoa pública e ter que, quase, o tempo inteiro parecer feliz e bem.

Por baixo da super estrela, super premiada, super bem sucedida, com milhões de discos vendidos e que todo mundo surta, querendo pelo menos vê-la.

Existe uma garota que tem suas inseguranças, seus receios, seus sonhos, desejos bobos de tomar um sorvete sem que ninguém surte por ela estar ali e vire um evento.

Existe aquela garota que se pergunta "cadê meu cara dos sonhos para dividirmos sorrisos e jogar tempo fora com pipoca e filmes bobos".

Existe aquela garota, que como todas nós, se pergunta "será que eu estou no caminho certo", "será que eu escolhi bem minhas batalhas".

Que como todas nós já passou por aquela fase de se achar feia, cansada e irritada. Ou que só queria reunir os amigos e jogar conversa fora e fazer piadas bobas, simplesmente para estar com pessoas que realmente aprecia.

Que como qualquer uma de nós, passa por crises existenciais. Chora por qualquer coisa. Que nem sempre tá afim de sair ou estar com pessoas.

Que também, as vezes, quer se trancar no quarto e não sair da cama por nada.

A perda de sua tia, Joanne, a quem Gaga tanto admira, a perda de seu avô. A perda de seu amigo Alexander McQueen. A perda de várias pessoas queridas ao longo do caminho e que nós nem ficamos sabendo.

Esta música é o reflexo de todos nós em momentos dificeis, que temos que tomar uma decisão e não sabemos o que fazer. E começamos a nos questionar sobre tudo.

Nos momentos em que a nossa fé se abala de tal maneira que pedimos à Deus, seja lá qual for o que você acredite, que nós de forças para erguer a cabeça durante a tempestade para tentar ver o sol despontando.

Ela abriu o coração e acabou nos mostrando que ela é exatamente igual a todos nós, um ser humano que quer amor, respeito, amigos. Quer apenas ser feliz. Veio vestida de Rosa clarinho, ao qual ela faz referência direta ao amor fraternal e puro que toda criança conhece. Amor sem condições e sem imposições.

E que sim, se pergunta se deve prosseguir ou deve jogar tudo para o alto e sumir. Uma música tão sincera, tão real. Impossível não se sensibilizar e para para pensar sobre questões existenciais quando se ouve Million Reasons.

Quantas vezes você já não disse "A cada decepção fica difícil manter a fé/Mas amor, eu preciso de apenas uma boa razão para ficar?"

Ou quantas vezes você tirou forças sabe se lá de onde para transformar as piores coisas em coisas melhores?

Pense!

Com Carinho

Dryca

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí

Parceiro