Click e Ajude o projeto cinematográfico Luz e Sombra

Translate


Decisões dificeis mostram em que pé esta sua maturidade e sua auto confiança.

Velha demais para sonhar, nova demais para desaparecer
 Você já se pegou em uma sinuca de pino? Tendo que tomar uma decisão muito difícil em sua vida... E sem saber o que fazer...

Havia uma jovem que, por força de muitos eventos tristes, cresceu acreditando que seria feliz se conseguisse finalmente se mudar de seu País...

Seu sonho era morar fora, considerava tudo em seu País fora de moda, ultrapassado e que o mundo lá fora era mais atrativo e mais colorido.

Por muito tempo esta jovem acreditou ser um passaro preso em uma gaiola e que almejava de todas as maneiras sair de onde estava, para recomeçar em outro lugar.

A questão toda, ela foi programada a acreditar, mesmo que de maneira equivocada, que seu país não era bom o bastante para ela. Devido a sempre ser motivo de piadas e isolamento. A nerd da turma, a esquisita da escola, a workholic do trabalho,a feia entre todos, a que serve apenas para ser amiga, a mulher que eu quero para mim, mas escondo de todos por vergonha...


Ela teve sua beleza sempre questionada, sua inteligencia sempre diminuída.

O fato de querer ser ela mesma lhe criava problemas, como se ela nunca fosse boa o bastante para isto.

Foi ensinada desde cedo que sempre tinha que ser a melhor em tudo. As melhores notas, mais dedicada em tudo. Sorrir para tudo, achar graça das grosserias que faziam com ela, aceitar ser xingada pela ruptura de sua família, e se alguém se atrevesse a gostar dela, ela virava alvo de ataques e perseguições...

Se desiludiu cedo com o amor, teve sua auto confiança abalada, construiu muros ao seu redor. Fugia de compromisso. Para ela as únicas coisas que sempre teriam valor eram sempre ESTUDO e TRABALHO, somente isto.
Aprendeu a abafar sua voz, por conta do barulho que sempre faziam ao redor dela.


Mas de uns tempos para cá, as coisas mudaram e mudaram muito. E esta jovem começou a perceber que ela nunca foi o problema.

Finalmente entraram pessoas em seu caminho que a fizeram entender que ela sempre foi boa o suficiente sim. E que ela poderia ser feliz em qualquer lugar.

E o mais interessante, algumas pessoas conseguiram derrubar os muros que ela construiu...

E ela começou a sentir segura e confiante. E é algo maior, não se trata de dominação de um sobre o outro, nem se trata de deixar sonhos para trás, por causa disso ou aquilo...

Se trata de, finalmente, se sentir parte de algo que realmente se quer fazer parte.
Se trata de sentir a confiança suficiente para dizer "se posso ser boa lá, posso ser muito melhor aqui".

Se trata de entender que nunca houve necessidade de se sentir tão deslocada, que era preciso apenas usar sua voz interior e se cercar de pessoas que, realmente, querem que você seja feliz. Por você... E não apenas aparentar estar bem para agradar os outros.


Mas o que assusta, realmente, é estar diante de dois caminhos diferentes... E não saber, ao certo, o que fazer.

"Você não é mais adolescente, você esta velha". Será que se deve tomar uma decisão baseada em relógio biológico?

Quantas vezes não tomamos decisões equivocadas, por estarmos tão iludidos com algo e não conseguirmos ver nada diante de nossos olhos.

Eu aprendi que, algumas vezes, a gente acha que o caminho é lindo e promissor, mas no final dele temos dor e decepção.

Algumas vezes somos levados pela inveja, pelo medo, pela raiva, pelo orgulho, pela intolerância, pelo achismo, pelo desejo de ver o outro longe, por querer aquilo que na verdade é destinado ao outro, por dinheiro, por status, por fama, por superficialidade, por simples desejo de se auto afirmar como melhor que outro, para esconder sua fraqueza e demonstrar força destruindo o outro... Por tantas coisas... E no final, resta o gosto amargo da decisão errada.

A tomada de decisão correta para nós mesmos depende de maturidade, segurança e ponderação. É preciso ver as coisas com clareza extrema. Afinal, muitas decisões que tomamos não tem mais volta.

Quando se entende que a decisão que se vai tomar vai afetar sua vida e de pessoas ao seu redor. E você procura decidir de forma que você encontre a sua paz. Ai você começa entender que está maduro o suficiente para ter o controle de sua vida.

Nem sempre decidir algo é fácil. Mas quando a decisão é tomada baseada em sua experiencia e sua vontade, sem se sentir pressionado ou obrigado a nada, ai sim, você pode dizer... Consegui compreender o que realmente é a vida adulta.

Com carinho.

Dryca Lys.

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí

Parceiro