Ajude a Somália. Clique Aqui

Translate


Subestimar e rebaixar o outro demonstram a sua fraqueza como ser humano

Não subestime alguém somente por você estar confuso consigo mesmo
Tem sido uma constante nas relações humanas a situação de subestimar o outro, somente por estar em conflito consigo mesmo. 

Muitas vezes a gente entra em transformações emocionais e comportamentais muito fortes. E começa a se questionar sobre muitas coisas. Mas não temos coragem de sentar  e conversar com as pessoas ao nosso redor.

E a gente passa a seguir pela opinião dos outros sobre o que deveríamos fazer, ou sobre quem deveríamos respeita... Ou qual a opinião dos outros sobre o que devemos sentir ou até mesmo devemos pensar.

Nos momentos de raiva. Muitas vezes magoamos os outros sem perceber e o mais grave começamos a dizer que a pessoa se magoou por bobagem.

Se a pessoa te pede para que não fale sobre determinado assunto, ACORDA AQUILO CAUSA DOR NA PESSOA POR ALGUM MOTIVO.

Da mesma forma que, as vezes, uma força de expressão acabe incomodando você. E você não entenda que não tem o sentido que você entendeu.

A situação constrangedora é a mesma nas duas situações. Mas porque somente da sua parte causa dor e a outra parte tem que silenciar o desrespeito que esta sofrendo?

Quantas vezes você diminuiu situações que eram constrangedoras para a pessoa, porque você achava que não era.

Quantas vezes você subestimou a pessoa, que várias vezes demonstrou sua capacidade tanto criativa, quanto executiva para você.

Existem coisas que a gente deve refletir antes de fazer, pois podem causar rachaduras na confiança que a pessoa tem em você.

Muitas pessoas querem exercer cargos de liderança, porém não conseguem liderar com eficacia. 

O motivo é bem simples. Nem todas as pessoas são lideres. Pois ainda estão pautadas naquela ideia antiga de não motivar as pessoas ao seu redor, estão com aquela ideia antiga de que para conseguir resultados é preciso humilhar e subestimar.

Geram a competição entre as pessoas, ao invés de inspirar que cada um mostre o melhor que tem dentro de si.

A competição é boa somente quando estamos diante de eventos preparados para isto. Porém existem trabalhos que exigem um esforço em conjunto para dar certo. Se houver traço de competição, traços de inveja, traços de vontade de puxar o tapete do outro para se dar bem a qualquer custo.

Aquele trabalho não resultará bem. Pelo contrário, estará fadado ao fracasso. E dependendo do resultado, isto pode afetar a carreira que você quer construir.

Porque a maior parte das profissões exige trabalho em equipe. E o novo cenário mundial do mercado de trabalho em todas as áreas esta caminhando para o trabalho colaborativo, onde se precisa de lideres motivadores e inspiradores. 

A figura do chefe a cada dia fica mais ultrapassada. Dando lugar ao conjunto como maneira de desenvolver excelentes trabalhos.

Quando você subestima uma pessoa, na verdade, você esta refletindo a sua insegurança consigo mesmo.

E esta procurando, de alguma maneira, justificar seu medo diante do talento e da capacidade que aquela pessoa possui.

E também demonstra que você não quer admitir que você precisa mudar algumas coisas, quando a pessoa te alerta a necessidade da mudança e te aconselha a prestar atenção nas coisas que realmente são importantes para o sucesso da sua empreitada comercial.

Mas, para todos nós, é muito difícil aceitar o conselho alheio que quer o nosso bem. Talvez pelo fato de não sabermos identificar quando o conselho é realmente para nos ajudar ou quando é um tipo de provocação.

De qualquer maneira nós nos armamos até os dentes contra todos. Pois temos medo de sermos atacados a qualquer momento. Vivemos num mundo instável e cheio de mentiras, inveja, inimigos ocultos... Vivemos num mundo onde não sabemos as reais intenções de cada pessoa. 

E a coisa mais triste que acontece é quando, motivados por pré-conceitos negativos, passamos a julgar qualquer pessoa que tenta nos ajudar. E baseados em conselhos equivocados e pré-conceitos negativos passamos a acreditar que todas as pessoas querem nos prejudicar a qualquer custo. Daí, passamos a humilhar e subjugar quem tenta nos ajudar com o coração limpo e aberto. 

E o primeiro argumento que usamos é o argumentum ad hominem, ao invés de mostrar fatos sobre a competência da pessoa, passamos a humilhar pelo fato dela ser de determinado gênero, dela ter determinada forma física, por ela sofrer algum tração de ansiedade ou depressão, ou por qualquer tipo de traço que não se atém a questão profissional ou pelo caráter da pessoa.

"Argumentum ad hominem (latimargumento contra a pessoa) é uma falácia identificada quando alguém procura negar uma proposição com uma crítica ao seu autor e não ao seu conteúdo."

E por isto criamos barreiras contra o sofrimento o tempo inteiro.


Na maior parte do tempo nós decidimos caminhar pela escuridão. Cortando de nossas vidas pessoas que realmente se importam com a gente. Pelo simples fato delas se mostrarem por completo. Pela sinceridade que elas demonstram para a gente. E pela verdade que elas nos falam o tempo todo.

A vida é simples. O ser humano que procura tornar tudo tão complicado sem necessidade alguma.

Nós buscamos respostas imediata para tudo, mas não queremos ter o trabalho de observar tudo ao nosso redor.

Esperamos que o outro se doe, de maneira incondicional, para nossa satisfação. Mas somos tão egoístas que não percebemos o sofrimento e a dor do outro.

Nós rimos da desgraça alheia, mas na verdade, lá no fundo de nossas almas, sabemos que estamos tão feridos que rimos para tentar anestesiar nossas próprias dores.

Nós não sabemos nos curar de nossas feridas. Mas todos os dias abrimos feridas imensas nos outros, por medo de admitir que precisamos aprender a amar de maneira incondicional e fraternal.

Porém não devemos subestimar a Vida, nem as pessoas ao nosso redor. Não devemos, jamais, tentar diminuir o talento do outro. Porque as pessoas te induzem a fazer isto. No momento de raiva sempre surgem os maus conselheiros que nos induzem a plantar o ódio e a raiva. Com o discurso de "você tem que colocar essa pessoa no devido lugar dela. Joga na cara dela que ela não é tão boa assim". Ou ficam o tempo todo dizendo "a culpa de tudo isto estar acontecendo é dela."

As vezes é preciso uma dose alta de humildade, desprendimento e principalmente integridade moral para admitirmos nossa parte da culpa na situação ruim.

E muitas vezes pedir perdão e conversar abertamente demonstra uma grande coragem e uma grande firmeza de caráter.

Nos nascemos aprendendo muitas coisas e vamos morrer sem saber muitas coisas. Então faça o que certo mesmo que todo mundo diga que é errado. Seu caráter e seu comprometimento com seus valores é que fazem de você a pessoa que você é hoje.

E somente você pode mudar. Se isto for de sua livre vontade e de sua livre escolha.

Com carinho.

Dryca Lys

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí