Conheça

Translate


Casamento é uma parceria. Acima de qualquer coisa é uma escolha.

Casamento acima de tudo é parceria.
Dizem que as pessoas não querem se casar na vida contemporânea. Mas isto não é verdade.

Mas o que é preciso entender é que o casamento é uma parceria, onde cada uma das partes terá que aprender a abrir mão de suas vontades para construir algo maior entre elas.

Porém o que não entendemos é que passamos a vida toda nos enchendo de vários conselhos, mas não procuramos entender a pessoa que esta ao  nosso lado.

Cada um deve aprender entender o que o outro espera e o que outro realmente quer.

Às vezes uma grande cerimônia assusta o parceiro, às vezes tornamos coisas passageiras maiores do que o significado do que esta acontecendo.

É preciso aprender a dividir a vida com o outro, ao ponto de um conseguir entender o outro.

Não é uma tarefa fácil, mas é algo que se aprender com o tempo.

O casamento  é uma forma de dizer "Eu te amo ao ponto de não querer outra pessoa além de você na minha vida".

Mas ele pede cuidado, pede tempo para compreender um ao outro. E, principalmente, entender que é uma parceria estabelecida entre os dois e que nenhum é maior que o outro, mas sim se completam.


O casamento é um compromisso que se assume. E ele é uma escolha,  não é apenas uma aventura. Ele não é apenas um pedaço de papel assinado num cartório, não é apenas uma festa maravilhosa.

O casamento é a convivência diária. A busca do equilíbrio entre os dois, a atenção que se dá ao outro, quando ele precisa de você. É construir uma vida juntos, construir uma família. É estar ao lado do outro nos momentos de alegria e principalmente nos momentos de dor.

O casamento só se mantem vivo quando as duas partes decidem entender uma a outra sem medo e sem restrições.

Quando as duas aprendem a ser amigas entre si, aprendem a ouvir uma a outra, aprendem a ceder quando for necessário.

Nem sempre ter razão, realmente faz bem as pessoas. Muitas vezes na luta para se ter razão o tempo inteiro, passamos por cima do outro, exigindo mais e mais, sem nunca oferecer nada em troca.

Isto se chama relacionamento por conveniência, quando você somente quer receber do outro, mas não se dispõe a dar nada em troca.

Muitos casamentos acabam, não porque o amor acabou, não porque há incompatibilidade de gênios. Casamentos acabam pelo fato de que, em algum momento, um dos dois ou o casal vai perceber que os dois não estão seguindo juntos na promessa que um dia fizeram naquela cerimônia em frente a todos os amigos.

Quando você se casa, você diz em seus votos "na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e  na pobreza, serei fiel a você até que a morte nos separe".

Mas muitas vezes somente se fica na parte da alegria, da saúde, da riqueza e a fidelidade se torna opcional. E nem sempre é até que a morte separe. Mas, sim, até que a primeira tempestade aparecer.

Isto se aplica aos dois. Pois o casamento precisa de duas pessoas. E as duas tem que se comprometer uma com a outra, afinal de contas fizeram a escolha de se unir.


É preciso entender que algumas pessoas não querem se casar e tudo bem. É uma escolha delas, mas algumas pessoas querem se casar e construir uma família e tudo bem. Porque é uma escolha delas.

Tudo na vida é uma escolha. E cada um pode ser feliz da maneira que entender que é melhor para si. Mas jamais devemos fazer uma escolha e brincar com os sentimentos do outro. Isto não é justo.

O que as pessoas não entendem numa audiência de divórcio, o motivo da mulher estar completamente furiosa quando acontece o divórcio, ou o homem, pois qualquer um pode se enfurecer com o final do casamento.

O casamento é um rito de passagem, onde as duas pessoas deixam a segurança de seu mundo. Pegam seus sonhos, suas idealizações, suas aspirações, sua liberdade, suas vidas por completo e se unem a outra pessoa. Numa vontade imensa de que dure para sempre e que os dois sejam, realmente, felizes nesta nova caminhada. Onde dele nasceram pessoas, uma família. E para isto temos que ter certeza de que realmente queremos isto. Cuidar do outro e muitas vezes renunciar para harmonizar.

Por este motivo é preciso aproveitar a parte do namoro e noivado, para realmente conhecer o outro antes de se casar. Uma vez que a vida à dois nunca é fácil, pois é a junção de dois universos completamente diferentes, tentando se unificar e encontrar equilíbrio e harmonia entre si.

Lembre-se sempre que Amor e Amizade são faces da mesma moeda e que o Amor fortalece o casamento, mas a amizade pode manter o sentimento vivo.

Lembre se sempre que para ser feliz é preciso escolher ouvir e acolher o outro, que você decidiu dividir a vida com ele.

Um filme que eu gosto muito é o Sorriso de Monalisa, que trata da liberdade de escolher casar-se ou manter-se só. Aprender a ver muito além da imagem para se encontrar a felicidade.


Aprender a ver muito além da imagem é aprender a compreender a si mesmo.

Antes de se casar, aproveite seu namoro e seu noivado para observar o comportamento da pessoa que você quer assumir o compromisso do casamento. Veja se vocês realmente estão em sintonia de pensamentos e de objetivos.

Observe e caso identifique que as coisas não estão bem antes de chegar o casamento, explore todas as possibilidades de consertar o que estiver  falhando. E se caso persistir os problemas, não se case. Pois assim evitará decepções e tristezas.

Espero ter ajudado você.

Xoxo

Dryca Lys

0 comentários:

Ajude a Somália. Clique Aqui

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí