Conheça

Translate


Raíssa deixa o masterchef num dos programas mais tensos da história do Masterchef Brasil

Imaginei essa disputa numa final e ela aconteceu ontem.
Ontem o Masterchef pegou fogo. Literalmente. E foi uma disputa acirrada na eliminação. E muito emocional. Duas amigas, duas companheiras de jornada numa disputa para ver quem sobreviveria e chegaria a semi final do Masterchef Profissionais Brasil.

Uma batalha numa último serviço da noite, com a assinatura da chef Paola Carosella, e realmente os nervos foram até Andrômeda e voltaram.

Irina, Francisco, Raíssa e Pablo na luta
Paola Carosella é uma chef extremamente perfectionista e extremamente apaixonada, desta maneira sua cozinha é extremamente reconhecida pela elevada qualidade.
Raíssa se foi
E a batalha foi muito bem pensada para testar técnica, rapidez, cuidado como cozinheiro e com a equipe, as técnicas de liderança e principalmente o trabalho em equipe.

E a maior pegada, alguns participantes do último Masterchef Amadores vieram para ser os auxiliares dentro da cozinha. Justamente para identificar na prova quem tem a capacidade de comandar a cozinha com pessoas que estão entrando no mundo culinário. Pessoas em formação na gastronomia.

Voltaram Fernando, Miriam, Vitor e Yuko. E, realmente, esta prova de serviço foi eletrizante... E um dos maiores deslizes deixar parte da massa cair no chão e a correria com os olhos cheios de medo pela pressão da prova e alta complexidade dos pratos a serem executados.

A dupla mais interessante Irina e Yuko, pois a energia das duas é muito similar. E, realmente, foi divertido mas cheio de emoção.

Embora competindo a ferro e fogo, Pablo demonstrou uma boa urbanidade em se predispor a ajudar Irina na entrada. 

Realmente um serviço muito com nível de dificuldade parecido com Marco Pierre White, pois Paola é calma no comando da cozinha, porém com uma firmeza impressionante.

A despedida de Raíssa
Depois de um serviço muito difícil. E com Raíssa e Irina se enfrentaram pela última vaga na semi final. E foi um dos momentos mais dolorosos, cheio de energia de todos os tipos. Que nos levaram as lágrimas, vendo duas amigas se enfrentando... Mostrando toda a dificuldade e pressão do Masterchef.

E, realmente, foi uma coisa muito bacana... Mostrou a habilidade dos participantes como chefs no comando da brigada da cozinha.

E realmente, não se pode negar... Pablo se multiplicou dentro daquela cozinha. Estava em todas as praças, ajudando em todas elas e mostrando um grande espírito de competição com urbanidade e dedicação.

E Paola é, realmente, uma grande chef de cozinha. Basta ouvir o que a chef ensina e ela não gritará e não se tornará uma chef agressiva.

Realmente mostrou as dificuldades que os chefs enfrentam dentro da cozinha. E mostra que temos que ter jogo de cintura em todo o tempo.

A pressão foi extrema. E realmente vemos que comandar uma cozinha profissional é extremamente duro e estressante.

No momento da preparação até chegar a servir cada prato, a tensão estava elevada na cozinha do Masterchef. 

E depois de um serviço extremamente estressante, vem a disputa mais emocional do Masterchef Profissionais, a batalha entre Francisco, Irina e Raíssa. A receita é o temido Bife Wellington. Só que não... Ao invés de carne vermelha era Lagosta Wellington. Ou seja a chapa estava mais que quente, estava estalando.

A receita hells kitchen brasileira é esta.


Ingredientes

Massa folhada

Ovo

Água

Champignon

Pimenta dedo de moça

Cebola roxa

Sal

Pimenta do reino

Azeite

Taioba

Medalhão de lagosta

Saco de confeiteiro

Sálvia

Modo de preparo


Utilize a massa folhada pronta. Pincele com ovo e água. Reserve.

Para duxelle, puxe na frigideira champignon, pimenta dedo de moça, cebola roxa, azeite, sal e pimenta.

Para taioba, faça o cozimento inglês. Coloque na água quente com sal por 30 segundos, tire e coloque no gelo. Resfrie, seque e corte. Bate no processador com a duxelle de cogumelos, acrescente as aparas de lagosta, uma clara de ovo e corrija sal e pimenta.

Corte o medalhão, tempere com sal e faça um pré-aquecimento no vapor. Na sequência, tempere com sal, pimenta, azeite e sálvia. Reserve.

Faça uma base de massa com o saco de confeiteiro, entre com o medalhão e cubra com massa. Pincele com ovo e leve ao forno 180°C.


Tempo de preparo: 1h

A eliminação foi uma luta de foice entre os participantes, com uma receita altamente complexa. Lagosta não cozinhou direito não se come pois o gosto é terrível. Passou do ponto não se come, por ficar borrachuda.

Francisco superou tudo... Mesmo com as mãos feridas, foi até o fim.

Porém foi dolorido ver duas amigas no mesmo barco do mata mata, mas é o jogo do Masterchef. A energia estava fortíssima e emocional.

Um pedaço saiu... Mas muito se recebeu. E a coisa mais emocionante ver que quando a amizade é verdadeira, se reconhece os erros e não se tem medo de abrir mão de algo em favor de um amigo.

Foi dolorida essa batalha entre Irina e Raíssa e ensinou o valor da amizade verdadeira. Foi uma linda mensagem.
Francisco, Irina e Pablo
Agora a guerra vai começar. E quem chegará a final. As possibilidades são


Irina versus Pablo

Uma final muito acirrada, os dois oponentes da cozinha se enfrentando, seria uma guerra de foices, onde a criatividade mais enérgica de Irina entraria em guerra com a técnica provocativa de Pablo.


Irina versus Francisco

Uma final muito interessante onde a criatividade de Irina se chocaria com toda a experiencia de Francisco. Seria uma final muito interessante e muito cheia de surpresas.



Francisco versus Pablo

A experiência da cozinha de Francisco com a força de vontade de Pablo. E desta maneira cheia de competitividade e muitas emoções escondidas.

Realmente interessante essas possíveis finais.

0 comentários:

Ajude a Somália. Clique Aqui

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí