Clique e conheça

Translate


Se você permitir a Vida pode te ensinar muito mais do que você realmente pode esperar.

Algumas coisas são mais importantes do que se imagina

Relacionamentos não são vias de mão única. Qualquer relacionamento é uma via de duas mãos onde deve haver troca entre as pessoas.

Os relacionamentos nos ensinam muitas coisas e nos ajudam em muitos aspectos de nossas vidas.

Mas temos que aprender como nos relacionar com as pessoas, pois neste mundo contemporâneo, os relacionamentos tem se tornado muito difíceis, pelo avanço tecnológico, pela facilidade de muitas opiniões divergentes.

Pela pressa contemporânea em querer tudo para ontem. E relacionamentos precisam de tempo para crescer e amadurecer.

Lidamos com muitas coisas ao mesmo tempo e poucas vezes paramos para tentar entender o outro.

E como as relações humanas tem mudado drasticamente com o passar dos anos. E a febre do contato virtual tomou conta do mundo. Muitas pessoas se assustam com pessoas que ainda buscam conversas olho no olho. Pessoas que se dispõem à ouvir com sinceridade.

E se assustam mais ainda com pessoas que demonstram sentimentos e, com sinceridade, se preocupam e valorizam o ser humano que esta ali.

Infelizmente na era da conexão Wi-Fi, onde a comunicação e os relacionamentos dependem de conversas de whatsapp, interações via facebook, instagram ou qualquer rede social.

Muitas pessoas perderam o tato em se relacionar com o outro ser humano. E por isto colecionamos muitos corações partidos que surgem por causa dos relacionamentos macarrão instantâneo gourmet, que dura no máximo seis minutos e depois termina sem qualquer motivo aparente.

As pessoas perderam aquele momento que se observa o outro para conhecê-lo como ele, realmente, é.

Não é valorizado a amizade que se recebe com tanta pureza e verdade. Pois estamos vivendo numa época em que as pessoas escondem quem realmente são, para agradar todos ao redor. Pelo medo de serem julgadas e isoladas por não se encaixarem.

Onde se vende uma "felicidade" enlatada e plastificada nas prateleiras das redes sociais.

Com o advento de uma tecnologia que conecta muito mais rápido e com uma facilidade imensa. Perdeu-se o direito ao silêncio e o direito de ficar sozinho para se auto-conhecer.

Criou-se uma falsa sensação de estar feliz o tempo todo. Mas ninguém é feliz o tempo todo. Renegou-se o direito de aprender com o diferente. E vimos os preconceitos mais absurdos tomarem uma proporção imensa...

Algumas pessoas resistem as mudanças negativas e tentam manter se verdadeiras e reais. Mas experimentam a falsidade de muitos que se dizem "amigos", que na sua frente dizem que gostam muito de você. Mas pela suas costas fazem a sua caveira. Numa busca de destruir seus relacionamentos e sua imagem.

Estas pessoas fazem isto pelo simples motivo de estarem com medo de pessoas que se atrevem a ser quem realmente. Movidos pela inveja e pelo descontentamento consigo mesmas, por não conseguirem mostrar quem realmente são.

Ser uma pessoa autentica e verdadeira demanda muita coragem e muita força de caráter e uma personalidade muito acima da média. Num mundo que nos molda para seguir a multidão sem reclamar, ouvir a própria voz é um ato de coragem e de rebeldia.

Neste 2017 eu aprendi muitas coisas. Mas principalmente sobre amizades e sobre não me forçar a me moldar a amizades em que eu não cabia. Onde eu tinha que me reprimir e me amoldar ao que os outros queriam.

Vi pessoas que se diziam minhas amigas na minha frente, falarem horrores de mim pelo whastapp para outras pessoas. E elas pensavam que eu não sabia.

Pessoas que tinham tanta inveja de algo tão bonito que se construiu de 2016 para 2017. E com todas as forças lutaram até destruir aquele relacionamento tão bonito e tão sincero. Mas estas pessoas pensam que eu não as conseguia ver por dentro. Grande engano delas. 

Pois a vida me ensinou ver além da beleza exterior, a vida me ensinou a ver além das belas palavras e me ensinou a ver além da aparência. Mas eu não odeio estas pessoas, nem tenho qualquer tipo de ressentimento. Na verdade o que tenho dessas pessoas é pena.

Pois elas mostraram escancaradamente diante dos meus olhos, mesmo quem em movimentos sutis, sua inveja. Seu desejo se tornarem o que eu sou.  E o que eu mais queria destas pessoas era apenas que elas se tornassem elas mesmas. Nem mais, nem menos...

Porque perder tempo querendo ser outra pessoa se você pode ser você mesmo.


Ao invés de oferecer ódio e destruição. Eu ofereço perdão. Eu não odeio nenhuma das pessoas que mentiram sobre mim. Que pelas minhas costas falaram horrores, que destruíram algo tão bonito.

O motivo é simples... Vocês não fizeram mau à mim. Vocês fizeram mau à vocês mesmos. E tudo que se planta, mais cedo ou mais tarde, se colhe.

Eu estou em paz. Pois quem pensou que havia me destruído. Se enganou profundamente. Ao invés de me destruir. Vocês despertaram dentro de mim algo que eu havia quase esquecido e quase perdido.

A partícula de Deus que se esconde dentro de cada ser humano e que poucos conseguem tocá-la e despertá-la.


Illuminatum aperi oculos spiritus vitæ et disciplinæ ingredi atria ( Iluminado abra os olhos do espirito e entre nos átrios da Vida e do Conhecimento)

Abra o seu coração para algo muito maior que você mesmo pode compreender ou ver. Não se esconda nas cortinas de ilusão e fumaça de engano que estão a te mostrar.

Quem tem ouvidos. Ouça! Quem busca a sabedoria. Entenda por inteiro o que o mundo ensina apenas em parte!

Paz profunda

Dryca.

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí