Estreia teatral

Estreia teatral

Deixe o orgulho de lado e reconstrua um relacionamento que foi verdadeiro

Tempo de reestruturar a si mesmo
Algumas vezes precisamos de solidão. "O verdadeiro artista abraça sua solidão e se casa com ela".Raine Maria Rilke. 

Porém este tempo é para se reestruturar, se conhecer e poder modificar muitas coisas dentro de nós mesmos.

A maior prece é Perdoar e Amar
Muitas vezes a gente ouve os vários barulhos do mundo, onde somos ensinados a viver anestesiados o tempo todo por festas, vícios de todos os tipos e insensíveis a qualquer coisa ou pessoa.

Somos ensinados a não dividir a beleza de ser apenas o que somos, pessoas em busca da felicidade, que nos aperfeiçoamos com a convivência pacifica com o outro.

E que nesta jornada acabamos tendo inveja uns dos outros. Da facilidade do sorriso do outro, de como as pessoas conseguem emitir tanto amor e alegria que acabam chamando, sem perceber, a atenção de todos.

Daí nos perdemos naquela eterna paranoia de que estamos feios demais, que precisamos constantemente nos tornar a outra pessoa para conseguir uma migalha de afeto.

Não nos permitimos, realmente, aprender com o outro. Mas tentamos encontrar maneiras de derrubar o outro, usando até suas virtudes como meio de machucar e desprezar.

Esquecemos que a passagem nesta vida é muito curta. Nascemos sem nada, morremos sem poder levar nada conosco. E no meio da nossa jornada perdemos tempo com inveja, ganância, maldades e intrigas, disputas desnecessárias. Como se isto fosse fazer qualquer diferença em nossa vida.

Fazer o mal para o próximo não leva ninguém a nenhum lugar bom. Ao contrário, abre mais portas para a violência e a discórdia. Gerando todo o caos que temos hoje.

Buscar a calma em meio a tempestade
"O homem, nascido da mulher, é de poucos dias e farto de inquietação. Sai como a flor, e murcha; foge também como a sombra, e não permanece.Jó 14:1,2

Nós nascemos cheio de inquietações e ao longo da nossa jornada nesta vida, vamos nos transformando, nos criando e recriando o tempo todo.
Somos colocados a prova desde nosso nascimento. Porém, enquanto somos pequenos somos guiados por nossos pais ou responsáveis, onde de alguma maneira eles tentam nos ensinar como sobreviver nesta selva que a sociedade humana se tornou.

Muitas vezes, não gostamos de ouvir conselhos e nos achamos os donos da verdade e senhores absolutos da vida. Onde os outros tem a audancia de querer guiar nossos passos.

E mais a frente, descobrimos que aqueles arrogantes que desprezamos tanto, queriam apenas nos alertar de como o mundo é hostil e que para caminhar nesta vida, precisamos uns dos outros e aconselhar não significa querer controlar a vida de ninguém.

E a cada passo que damos na vida, percebemos que a maior parte das pessoas que esta em nosso caminho, acaba por nos derrubar. Pois muitas delas estão feridas e, secretamente, desejam que todos fracassem como elas. E outras porque são más. E gostam de provocar a dor para sentir o prazer de ver o outro sofrer.

Nós escrevemos nossa história todos os dias
Porém, se engana, quem acha que nunca receberá as más sementes que andou plantando pela vida. Isto não é desejar mal. E apenas alertar, tudo que se planta, um dia floresce, cresce e você vai ter que colher.

Por isto, temos sempre a oportunidade de voltar e mudar tudo que fazemos. Podemos plantar sementes de bondade e de gentileza.

Na vida machucamos tanto uma pessoa que ela acaba se afastando e não adianta jogar gasolina na situação, pensando que assim apagará o incêndio.

As vezes, se a gente tiver um pouco de bom senso e um pouco de humildade e pedir desculpas com sinceridade. E demonstrar que realmente nos importamos. A pessoa pode nos perdoar. 

Mas precisamos aprender uma diferença muita básica e real sobre Perdão e Confiança.

O ato de Perdoar não significa que a pessoa vai voltar a se relacionar ou confiar em você. O perdão serve para tirar a dor e o ódio de dentro de quem perdoa.

Se desejamos que a pessoa volte a confiar e se relacionar novamente. É preciso admitir a necessidade de um processo de reconstrução da confiança, que muitas vezes é lento. Por ele depende do tempo da pessoa que foi ferida e depende muito do desejo da pessoa em voltar a reconstruir o relacionamento e voltar a confiar.

Mas para que tudo isto aconteça. É preciso, impreterivelmente, acontecer um pedido sincero de perdão. E uma demonstração verdadeira de que você se importa e realmente quer consertar a situação.


Muitas vezes precisamos aprender o que realmente significa cada palavra que chega a nós.

"Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta." Mateus 5:23,24

Para Deus, o mais importante não é oferta (seja em valor monetário ou em coisas), para Ele o mais importante são a Fé, a Esperança e o Amor.

Não adianta nada você dar muitas ofertas, ou fazer a obra, ou fazer o que for. Se você não amar o seu próximo como se ele fosse você mesmo.

E quando você ama alguém como se você se ama. Jamais você magoa, causa danos ou prejuízos a outra pessoa. Pois você não deseja que façam isto com você.

Se você viu alguém que realmente amou você se afastar. Se pergunte se você não provocou este afastamento e se não há a necessidade de um pedido de desculpas.

As vezes a gente perde grandes pessoas em nossa vida, pelo simples fato de sermos tão orgulhosos. De querermos ter razão em tudo. Que tentando justificar o mal que causamos no outro e não admitimos quando a pessoa mostra a verdade sobre o que realmente aconteceu.

É tão fácil e ao mesmo tempo tão dificil
Na vida, quando cometemos erros e forçamos um amigo a tomar a difícil decisão de se afastar, nós nos cobrimos de orgulho e arrogância e não procuramos consertar nada. 

Nós nos fechamos nas nossas conchas, pois muitas pessoas ao  nosso redor ao invés de nos aconselhar para o bem. Nos aponta o dedo para todas as falhas e ainda nos enchem com projeções que a pessoa ao qual magoamos nem tinha sobre nós. E, muitas vezes, para agradarmos as pessoas que estão a nossa volta ferimos quem realmente esteve ao nosso lado.

E num momento de raiva ferimos mais ainda a pessoa. A humilhando e a rebaixando na frente de outras pessoas. E depois nos enchemos de raiva quando a pessoa não segue mais a gente. E depois, arrependidos, tentamos nos reaproximar porém jogamos gasolina na situação colocando mais fogo no problema. Ao invés de apenas dizer. "Me desculpe, a gente pode conversar apenas você e eu".

Bata a porta e ela poderá abrir
Muitas vezes a gente se perde em muitas projeções dos outros e muitas vozes tentando nos dizer o que é melhor fazer ou deixar de fazer.

Mas faça o seguinte exercicio, entre no seu quarto sozinho. Ou procure um lugar onde você fique realmente sozinho, onde ninguém tente de dizer nada ou te aconselhar em nada.

Neste lugar pergunte a si mesmo "o que eu quero fazer neste momento com relação a esta pessoa?"...

Não tenha vergonha de ler mensagens antigas de conversas, ler emails antigos, relembrar tudo o que você já teve com aquela pessoa. Rever fotos antigas com ela. E perguntar para a sua alma, o que você realmente quer. 

"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.  Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á." Mateus 7:7,8
Talvez você esteja com medo da reação da pessoa, porém, você pode se surpreender com a atitude dela com relação ao seu pedido.

Muitas vezes a gente acredita que depois de um tempo, as pessoas vão estar com ódio mortal de nós. E que elas não vão querer ouvir a nossa voz por nada e por ninguém.

Mas quem conseguiu, realmente, ver o interior da pessoa e conseguiu de aproximar dela a tal ponto da pessoa, mostrar quem ela realmente é e dividir coisas guardadas nos porões da alma dela. Ela é capaz de perdoar sim. E capaz de conversar com você sim.

As vezes o que falta é apenas a demonstração de que realmente se importa. De que você se importa e quer conversar.

Não tenha medo de se aproximar. Não tenha medo de tentar com sinceridade. Com a mente aberta, com o coração limpo e sem exigências e sem imposições. Seja apenas sincero com a pessoa. Diga o que você sente. Diga a verdade. Não o que os outros esperam que você diga. Mas diga a verdade que você realmente quer dizer. E deixe a pessoa fazer a escolha dela.

Infelizmente a gente vive no mundo do imediatismo, onde tudo tem que ter um desejo por trás, tudo tem uma vontade oculta. E isto é um dos maiores enganos da humanidade.

Muitas relações humanas  não tem interesses ocultos, não nada além de realmente estar ali pela pessoa que se conheceu e pela essência do ser humano que se desenvolveu respeito, amor, carinho, amizade e lealdade.

E lembre-se que a vida é uma passagem que tem uma hora determinada para terminar. E vai acontecer a volta para a origem da Vida. E não sabemos quando este termino vai acontecer. E amanhã poderá ser muito tarde para pedir desculpas.


Espero ter ajudado.

Com carinho

Dryca

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí