Estreia teatral

Estreia teatral

Quando necessário devemos parar de esconder nosso coração

Algumas vezes o medo nos paralisa
Quando se fala em relacionamento amoroso, entramos em um campo muito complicado. A vida deveria ser simples, mas nós humanos complicamos tudo ao máximo que podemos. E extrapolamos os limites do impossível no quesito complicação.

Confiar e seguir junto
Eu conheci uma pessoa, num lugar improvável. Eu não esperava aquela conexão tão forte. Pois, foi algo maior, foi muito além de atração física.

A conexão foi mental. E ele se aproximava de mim e eu, completamente assustada com o que estava acontecendo dentro do meu coração, me escondia atrás da minha frieza e distancia.

Mas ele não desistiu, insistiu mês após mês para entrar no meu coração. E eu passei a observá-lo com mais cuidado e comecei a me surpreender com o fato dele ser diferente de todos que eu conheci.

Ele era gentil. Ele era atencioso. Ele prestava atenção em mim. E isto acabou despertando o ciume das pessoas ao nosso redor. Que não conseguiam entender o que estava acontecendo entre nós dois. As pessoas ao nosso redor não conseguiam ver além da imagem.

Era amizade sincera
Algumas pessoas classificaram nosso relacionamento como sexo. E que tínhamos que estar indo para a cama todas as vezes. Que aquela amizade não poderia ser tão limpa e transparente daquela maneira.

E que aquele rapaz não poderia estar interessado naquela garota, tão fora dos padrões de beleza impostos.

"Não é possível que ele esta respeitando esta garota de maneira tão clara e honesta." Alguns diziam.

Eu já tinha meus próprios demônios para exorcizar ligados a relacionamentos afetivos. Eu ergui muros tão altos, que eu não queria que ninguém se aproximasse tanto. E eu fazia questão mostrar aquela imagem de "eu não estou interessada".

Mas por dentro, eu contava os minutos para vê-lo novamente. E deixar com que ele mostrasse toda beleza da personalidade e caráter dele.

E o coração se abriu...
Ele insistiu tanto, durante 8 meses até conseguir entrar de vez no meu coração. E eu acabei cedendo. E ele entrou muito além do coração. Ele conheceu o meu espírito.

Ele conseguiu conquistar meu coração no dia do meu aniversário, pois ele me deu um presente inesperado. Ele me respeitou, onde outros teriam forçado a barra. Ele me deu carinho ao invés de joguinhos descartáveis de seis minutos.

Mas ao nosso redor haviam pessoas que queriam que nos separássemos de qualquer maneira.

E como todo relacionamento tentaram nos rotular de todas as maneiras, nos pressionaram para fazer coisas que nós não queríamos fazer. Que nós sabíamos que não estávamos prontos para fazer.

Ir embora se tornou a única escolha...
Nos pressionaram tanto. Que acabamos numa briga idiota, onde os dois acabaram se magoando muito. 

Tudo tão bonito, repentinamente veio abaixo. E meu coração foi estilhaçado, esmigalhado... 

Atravessei um período muito escuro. Onde tudo de ruim que tinha que acontecer, aconteceu de uma única vez. Como uma avalanche sobre a minha cabeça.

Aquela sensação horrível que eu senti aos 15 anos e que eu havia jurado nunca mais sentir novamente. Aconteceu de novo... 

E os que queriam tanto que nos separássemos e nos odiassemos. Conseguiram por um espaço de tempo. 14 de setembro de 2017. Eu nunca vou esquecer...

Eu atravessei meu longo deserto. Minha noite mais escura e assustadora. Com tantos sentimentos e dores. 

Solidão e tristeza
Peguei aquele tempo e acabei me isolando. Acabei me afastando. Em poucas vezes via alguns amigos.

Até que chegou um ponto em que escolhi a completa solidão e isolamento, para entender minhas dores e curar minhas feridas profundas.

Entender que algumas pessoas não merecem amizade verdadeira. Pois são animais traiçoeiros que buscam destruir tudo que não podem ter.

Entendi que eu precisava me curar da dor antiga. Entendi que eu precisava fechar muitas portas que não levavam a lugar nenhum, compreendi que precisava colocar alguns pontos finais em histórias que já não tinham sentido.

E que eu precisava olhar novamente para mim. Pois naquele momento eu era quem mais precisava do meu amor.

Todo final é um novo começo
E dia 03 de fevereiro de 2018 alguém me visitou, depois de passar para outro plano.

Este alguém me ensinou que todo amor é valido. E que eu não deveria me culpar por amar. E que nunca deveria acreditar que o amor é ruim. O mundo já é cheio de dor e mentiras. E a maior mentira que se conta é que o Amor é ruim e causa sofrimento. 

Mas são as pessoas que escolhem se acovardar e magoar quem as ama com verdade e profundidade. Ela me fez entender o quão corajosa eu sou. E antes de voltar para a origem ela me deu um poema lindo... 

E naquele mesmo dia... Alguém que eu pensei ter perdido, voltou... Confesso que eu fiquei assustada e que procrastinei o máximo o reencontro. Pois não sabia o que esperar, não sabia como reagir.

Então como durante os 6 meses de separação, eu continuei orando... Pedindo aos céus que preparasse o momento certo. Que Deus sabia como teria que ser. Onde o reencontro aconteceria. E, principalmente, mostraria toda a verdade que eu queria que esse alguém visse dentro do meu coração.

Amar é um ato de fé
Então o reencontro aconteceu. No dia e no horário que o Grande Arquiteto do Universo determinou, pois tudo caminhou para aquele momento com tanta sincronia e tanta facilidade.

Então agora estamos em fase de reconstrução da confiança. Porém ainda tenho tanto receio... Pois eu estou assustada, pois eu sei que aquele sentimento que começou a crescer, não morreu, pelo menos em mim...


Escondendo Meu Coração
Hiding My Heart Away
Adele

Foi assim que a história aconteceu
Eu conheci alguém por acidente,
Isso me surpreendeu
Isso me surpreendeu

Foi o mais sombrio dos meus dias
Quando você tomou minha tristeza e levou minha dor
E as enterrou
Você as enterrou

E eu gostaria de poder deitar ao seu lado
Quando o dia acabasse
E acordar com seu rosto sob o sol da manhã
Mas como tudo que eu já conheci
Você vai embora um dia
Então vou passar minha vida inteira escondendo meu coração

Te deixei na estação de trem
E te dei um beijo na testa
Eu vi você acenando
Eu vi você acenando
Depois fui para casa, para os meus arranha-céus
Luzes de néon e papéis à espera
Que eu chamo de casa
Eu chamo de casa

E eu gostaria de poder deitar ao seu lado
Quando o dia acabasse
E acordar com seu rosto sob o sol da manhã
Mas como tudo que eu já conheci
Você vai embora um dia
Então vou passar minha vida inteira escondendo meu coração

Eu acordei sentindo o coração pesado
Vou voltar para onde eu comecei
A chuva da manhã
A chuva da manhã
Agora, apesar de querer você aqui
Aquela mesma velha estrada que me trouxe aqui
Me chama para ir para casa
Me chama para ir para casa

E eu gostaria de poder deitar ao seu lado
Quando o dia acabasse
E acordar com seu rosto sob o sol da manhã
Mas como tudo que eu já conheci
Você vai embora um dia
Então vou passar minha vida inteira escondendo meu coração
E não posso passar minha vida inteira escondendo meu coração.

Aprendendo a reaproximar

Seja como for. Estou pelo menos tendo a coragem de tentar... E seja como for, sou grata pela oportunidade de estar viva e aprender com a vida. Amar é um ato de fé. Confiar é um ato de fé.

E como já me disseram "Se você não tentar, você não vai saber o que pode acontecer".

Um pequeno passo para uma nova direção e seja como for, eu quero caminhar por esta estrada. Esta é a certeza que eu tenho...

Com amor

Dryca.

Imagens: Google
Video: Youtube
Letra: CD 21 Adele

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí