Translate


A violência contra mulher só será vencida com a devida aplicação da lei e educação


Vivemos em um mundo estranho. Apesar de toda a evolução tecnológica. De toda evolução do conhecimento, ainda sim vivemos situações que eram corriqueiras na idade média e as tratamos com muita naturalidade, naturalidade que causa espanto.

A violência contra a mulher tem sido um tema crescente na sociedade ocidental. E um assunto que é tabu na sociedade oriental.

É preciso quebrar alguns parâmetros para que a violência feminina seja, definitivamente, erradicada.

1. É preciso mudar a educação que é dada. Ao invés de ensinar que o homem (masculino) é o mais forte e a mulher (feminino) é o mais frágil e que pode ser visto como objeto que adquire com o relacionamento afetivo.

É preciso educar as pessoas de uma forma humanista, entendendo que homens e mulheres são seres humanos, apesar das diferenças físicas e emocionais. Ensinar que devemos respeitar e cuidar do outro, como faríamos conosco. É a questão de ensinar "o que eu não quero para mim, não farei com o outro".

2. É preciso criar mecanismos que acolham mulheres vitimas de violência e que as estimulem a denunciar sem qualquer tipo de receio ou de medo. E, principalmente, que as leis protetivas sejam efetivamente aplicadas e também sejam devidamente cumpridas;

3. É preciso mudar, através da educação seja familiar seja escolar, a ideia de que a mulher é um objeto e estimular a visão da humanidade que existe na figura feminina. E isto é um movimento que demora anos para mudar. Pois exige mudança de pensamento e de comportamento e de modo de educar o outro.

Mas é preciso entender que a violência contra a mulher não é algo normal, não é socialmente aceito. Pois atenta contra a dignidade da pessoa humana feminina.

E faz se necessário fazer o outro entender que a todo tipo de violência contra mulher é covarde e deixa sequelas, que muitas vezes, são irreversíveis.

Um dos casos mais emblemáticos foi o do médico Abdelmassih onde muitas mulheres foram atacadas por alguém em que confiaram, por conta de sua figura de médico e a busca de construção de sua família. O abuso, seja sexual seja psicológico, causa danos irreversíveis. Deixam traumas profundos. E o medo que nasce destes traumas advindo das diversas formas de violência contra a mulher, provocam reações que são incontroláveis...


É preciso entender que é uma questão de humanidade proteger a integridade das pessoas ao nosso redor.

A mudança acontece se nós, humanos, aprendermos a mudar também. E isto exige muita humildade para reaprendermos tudo que estamos acostumados.

É preciso fortalecer as formas de aplicação das leis, exigir o efetivo cumprimento das penas impostas, para evitar a sensação de impunidade. É preciso vencer o corporativismo que protege determinadas classes profissionais...

O Brasil somente vai mudar, se enfrentarmos as mazelas que temos de frente e com seriedade. O Brasil não tem leis fracas, o Brasil enfrenta o problema de aplicação efetiva da lei e do extremo descaso com a aplicação da lei.

A violência não é combatida com violência. É combatida com a aplicação efetiva da lei e um  projeto de longo prazo de educação forte e comprometida em ensinar as pessoas a pensarem.

Com receio do que o Brasil esta se tornando.

Dryca

Fonte: Imagens internet
Video IG TV

0 comentários:

Conheça

 

Programa Radar Paulista 18h

Visitantes do mundo

Rádio Vale do Acaí